Criar é um prazer, preservar é uma obrigação!

terça-feira, 7 de maio de 2013

Ameaça à Postura de Ovos

Muitos são os problemas que podem afetar a postura das aves.
Cabe ao passarinheiro informar-se para prevenir situações desagradáveis. Na época de procriação os pássaros podem ter vários fatores que influenciam e refletem diretamente na postura dos ovos. Muitos dos problemas podem ser decorrentes de inadequações de manejo ou até mesmo de doenças que podem estar relacionadas ao trato reprodutivo da fêmea, levando a uma alteração da postura. Podemos assim ter uma grande variação de causas que afetam os fatores são de grande importância e determinam , de forma agressiva , a queda de produção de filhotes ou desgaste das fêmeas.
--
As causas são várias , e entre elas citamos : 
a) Alimentação deficiente, como exemplos, podemos citar: a deficiência de proteínas; minerais como o cálcio; deficiências de vitaminas (vitamina a e D3);
b) Doença do trato reprodutivo, produtivo, como metrite ( que é a inflamação do útero), tumores, entre outras causas;
c) Doenças crônica ou de ação sistemática ( age no corpo todo da ave );
d) Alteração de estruturas que transportam os ovos;
e) Medicamentos que agem na produção ou qualidade dos ovos;
f) Causas psicológicas e estresse;
g) Ambiente de criação;
h) Qualidade de quantidade de luz;
i) Limpeza e higiene;
j) Outras causas.

- A alimentação deficiente provoca muitos efeitos prejudiciais á criação, pois acarreta principalmente danos à produção e à postura dos ovos. Uma ave debilitada fatalmente terá: uma maior dificuldade de produção de ovos diminuindo a quantidade e qualidade dos mesmo; demora mais para aprontar para as posturas; terá maior dificuldade e problemas para se manter no período reprodutivo; terá menos condições de tratar de moco adequado os filhotes; provavelmente terá ciclos de postura irregulares; muitas vezes não chegará, nem mesmo, a entrar em postura; terá uma alta taxa de mortalidade de filhotes ou mesmo comer os próprios ovos; a falta de cálcio pode acarretar ovos de casca mole ou mesmo sem casca, o que dificultará a alimentação dos ovos pelo aparelho reprodutivo ( dificulta a contração do útero e postura dos ovos); a falta de vitamina D pode aumentar os sinais de deficiências de cálcio e suas complicações.
- Doenças do trato reprodutivo como: metrite ( que é a inflamação do útero da fêmea ) pode levar à dificuldade de formação de casca, dificuldade de postura, lesões da parede do útero, inclusive com rompimento e morte da ave; septicemias ( doença que se espalha para todo o corpo da ave ) e pode influenciar diretamente em morte de filhotes recém-nascidos, devido à contaminação dos ovos antes mesmo de serem botados; os tumores do aparelho reprodutivo podem ocasionar sérios danos à ave o que geralmente culmina na morte da mesma .
- As doenças crônicas ( são doenças que a ave possui há bastante tempo ou por ter ou terem sido mal curadas ou não diagnosticadas ou não tratadas ). Podem levar a uma debilidade do quadro geral de saúde da ave levando a dificuldades de posturas e procriação das mesmas.
Devemos lembrar que mesmo as aves doentes tendem a botar ovos e tentar a procriação como se estivessem sãs, e isso, muitas vezes, chega a ser a causa de sua morte. Às vezes, devemos pensar que uma ave aparentando bom estado, mas portadora de uma doença não vista clinicamente, ao entrar em postura ocorrerá uma facilitação do desenvolvimento da doença clínica, o que pode culminar em sua morte.
- Problemas na cloaca como cicatrizes, musculaturas fracas, cloaca pequena e sem elasticidade, papilomas ( são nódulos na parede da cloaca e geralmente de origem viral e podem ser passados de uma ave para outro de modo vênero) gerando uma má formação, podem, inclusive influencias de modo direto e decisivo na postura de ovos das aves em procriação.
- Alguns medicamentos podem acarretar problemas de má formação gravíssimas, como peritonite por ovo, que pode levar ao óbito da ave. Exemplo de medicamento que pode levar a alteração do ovo é a “sulfa” , que leva a um afinamento da casca dos ovos. Como alteração psicológicas e estresse, podemos dar o exemplo de ambiente muito agitado onde as aves ficam muito estressadas e podem apresentar alterações de comportamento com dificuldade de postura, queda da produção de ovos e até mesmo não botar.
Quanto mais inquieta a ave estiver , menos a chance de uma boa postura, choco certo e bons cuidados com os filhotes, afetando diretamente o rendimento da procriação. Machos muito fogosos podem bater em fêmeas prontas ou em fase de “aprontamento” , provocando medo nas mesmas e gerando uma queda nas posturas de ovos.
O ambiente de criação deve ser adequado para que acomode de modo satisfatório as gaiolas de criação ( fêmeas e machos). Devemos lembrar que cuidados de higiene, aeração (trocar de ar , sem correntes de vento e boa luminosidade local ,chocos sempre limpos e cheio de comida e água se possível desinfetados com frequência , pois são fatores básicos para se ter aves com saúde e assim obtermos um bom incide de postura e produção.
Como os controles são muitos e todos têm sua devida importância na preparação das fêmeas, devemos ter em mente que qualquer fatos possa alterar o equilíbrio do plantel e principalmente da fêmea, terá como consequência, uma queda na produção e qualidade dos ovos postos, interferindo assim na produtividade das aves.
A prevenção é o procedimento mais lógico para se evitar o problema. Devemos ter em mente que não devemos tirar o equilíbrio do plantel o para aqueles que não estiverem estabilizados, que devem chegar à estabilização na época de postura, Com isso teremos um rendimento aceitável em termos reais.
Tomando esses cuidados básicos para manutenção da criação estaremos a um passo do sucesso. Com um bom ambiente de criação, água e comida de boa qualidade bem arejado , boa distribuição das gaiolas das fêmeas e dos machos, qualidade de luz , bastante dedicação às aves , boa higiene, entre outras recomendações ,com certeza teremos uma enorme probabilidade de sucesso.
Como tratamento deveremos averiguar a acusa e assim efetuar o procedimento necessário para a recuperação das aves e conseguir um bom equilíbrio do plantel, com um bom índice de postura e ovos de boa qualidade.
Todas as dúvidas devem ser sanadas para que possamos alcançar o êxito. Muitas vezes a resposta está ao nosso alcance, mas por motivos diversos parece que nos recusamos enxergar. A ponte que liga uma criação de um sucesso a uma de insucesso é muito estreita e frágil e por muitas vezes vemos verdadeiras catástrofes simplesmente por ignorância de nós mesmo.

Na duvida , procure sempre o auxílio de um Médico veterinário.


Agradecimentos.:
» Dr Luiz Alberto Shimaoka - Clinica veterinária Shimaoka
» Veterinário atuante em Aves Exóticas e Silvestres - CRMV 6003

seja o primeiro a comentar!

Biblioteca » Completa de Postagens e Artigos

Postagens populares

Desenvolvido por Antonio Silva ^